Centros e Institutos

Laboratório de Química Agrícola (LQA)


O LQA, além de suporte pedagógico e de apoio a trabalhos de investigação, desenvolvidos por docentes e alunos, tem relevância na prestação de serviços à comunidade. Agricultores, associações de agricultores, e outras entidades, podem solicitar análises em amostras de terras, material vegetal, água para rega, alimentos para animais e resíduos sólidos orgânicos

 

Consulte aqui - Determinações e preços


REQUISIÇÃO - Solicitação de análise laboratorial

INSTRUÇÕES PREENCHIMENTO REQUISIÇÃO

1. A cada amostra tem de corresponder uma requisição; 
2. A informação preenchida, responsabilidade do cliente, é a que vai constar no boletim de resultados;
3. Dados para faturação: a Entidade Responsável pelo Débito é a que procede ao pagamento, a qual poderá, ou não, coincidir com a Entidade que Recebe os Resultados;
4. Identificação da amostra: 

  • Selecionar, na seta, o material (Terra/ Material Vegetal/ Água para rega/ Alimento para animais/ Resíduo Sólido Orgânico);
  • Preencher os campos: Nome da parcela/ Local/ Número de parcelário;
  • Selecionar se pretende Plano de fertilização, indicando a Cultura e a Produção esperada.

5. Selecionar Imprimir e guardar em pdf. É gerado um código alfanumérico, ao qual ficarão associados os resultados da análise. 

 

COLHEITA DE AMOSTRAS

Amostras de água

A amostra deverá ser recolhida num recipiente de plástico, com rolha hermética, e capacidade mínima de 500 mL. O recipiente deve ser bem lavado e deverá ficar completamente cheio, sem bolhas de ar. No caso de poço ou furos, a amostra só deverá ser recolhida cerca de meia hora depois de iniciada a bombagem para evitar a recolha de água que esteja imobilizada na canalização. Transportar a amostra para o laboratório logo que possível, conservando-a entre 2-5ºC.


Amostras de terra

As amostras de terra podem ser colhidas em qualquer época do ano, embora seja conveniente que o terreno não se encontre demasiado seco ou encharcado;

Procedimento

  1. Percorrer a parcela em ziguezague, escolhendo entre cinco e dez pontos diferentes; 
  2. Remover a vegetação superficial, de cada um dos locais;
  3. Abrir uma cova, retirando uma porção de terra à profundidade da camada arável (cerca de 20 cm); 
  4. Misturar bem todas as subamostras recolhidas ma mesma folha e, desta mistura, retirar uma amostra compósita de 500 a 600 g; 
  5. Identificar a amostra e encaminhar para o laboratório. 


Amostras de material vegetal

Deverá colher-se a parte da planta a analisar de acordo com a espécie em causa e a fase vegetativa mais adequada (informações a facultar pelo laboratório);
Quando se pretenda diagnosticar, por comparação, duas situações distintas (plantas com sintomas de carência nutritiva e plantas normais) deverão colher-se duas amostras, tendo o cuidado de não as misturar.

 

COMO FAZER CHEGAR AS AMOSTRAS AO LABORATÓRIO

Local: Quartel do Trem – Av. 14 de Janeiro nº21, 7350-092 Elvas

Na Portaria são dadas indicações sobre a localização do Laboratório. Caso se trate de um número de amostras difícil de transportar, deverá solicitar-se que seja aberto o portão de acesso ao interior do edifício, possibilitando a entrada do veículo. 

As amostras podem ser enviadas pelo correio, ao cuidado do laboratório. As águas de rega e o material vegetal devem ser convenientemente acondicionados para evitar a sua deterioração.


Prazo de entrega dos resultados

O prazo de entrega dos resultados varia consoante o volume de amostras para analisar. O tempo médio é de 10 dias úteis. Por norma, quando se aproximam as datas-limite de entrega das candidaturas às Ajudas Comunitárias, maior é o prazo de entrega de resultados, devido à acumulação de amostras para analisar. 

 

PROTOCOLOS DE COLABORAÇÃO

A ESAE estabeleceu um conjunto de Protocolos de Colaboração entre Associações de Agricultores e congéneres, que resultam num desconto de 25% sobre o custo total das análises. Para beneficiar deste desconto, o cliente terá de fazer prova de associado regularizado, através da apresentação de um documento emitido pela associação em causa, ou enviar as amostras através de um colaborador da associação. 

 

PAGAMENTO

Os serviços do laboratório funcionam mediante pronto pagamento.

  • as amostras entregues nas instalações da ESAE apenas serão processadas após o pagamento das respetivas análises;
  • o pagamento poderá ser efetuado nos serviços de Tesouraria em numerário, cheque (emitido em nome de Instituto Politécnico de Portalegre) ou terminal de multibanco. Em alternativa, e sempre que necessário, é possível pagar por transferência bancária: IBAN PT50 0035 0642 00055770030 71

 

METODOLOGIA (DE ROTINA - MÉTODOS INTERNOS)

1. Terras  pH – Ext. 1:2,5 (solo:água:KCl); Condutividade elétrica – Ext. 1:2 (solo:água); P, K, Na – Egnér-Riehm: P – colorimetria lactato de amónio, K, Na – EAA de chama; Matéria Orgânica – método Wakley-Black; Ca, Mg – Acetato amónio (pH7), EEA chama; Azoto total – método de Kjeldahl; Boro – método de Morgan; Micronutrientes e Metais pesados – método de Lakanen, EAA chama; Bases de Troca – Acetato de amónio pH7 e Capacidade de Troca Catiónica, por destilação; Textura – determinação expedita; Calcário ativo – método de Drouineau; Cloretos – método de Mohr. 2. Plantas Azoto total – método de Kjeldahl; Mineralização – método por incineração, dissolução em ácido clorídrico; P – colrorímetria, metavanadato de amónio; K, Ca, Mg, Fe, Cu, Zn, Mn – EAA de chama; Boro – colorímetria, curcumina; Cloretos – método de Volhard. 3. Águas pH – potenciometria; Condutividade – condutivimetria; Ca, Mg, Na, K, micronutrientes, metais pesados – EAA de chama; P – Colorimetria, vanadomolibdato de amónio; Nitratos – Ácido fenol dissulfónico, colorimetria; Cloretos – método de Mohr; Bicarbonatos – titulação com sol. ácido sulfúrico; Sulfatos – gravimetria, precipitação cloreto de bário. 4. Resíduos Orgânicos pH – Ext. 1:5 (resíduo:água); Condutividade - Ext. 1:5 (resíduo:água); Matéria orgânica – método de incineração; Azoto total – método de Kjeldahl; Mineralização – método de incineração, dissolução ácido clorídrico; P – colorimetria, fosfovanamolibdato; K, Na, Ca, Mg, Cd, Cr, Fe, Cu, Zn, Mn – EAA de chama; Cloretos – método de Mohr; Azoto amoniacal e nítrico – destilação; Valor neutralizante – titulação. 4Alimentos para animais Proteína – método de Kjejdahl; Fibra, Gordura – método segundo esquema de Weende; Cinzas – método de incineração.

 

CONTACTOS

Horário de atendimento: 9h30-12h e das 14h-16h
Telf: 245 301 502 | 268 628 528
Email: lqa-esae@ipportalegre.pt
Morada: Quartel do Trem – Av. 14 de Janeiro nº21, 7350-092 Elvas

 


Consulte também:

Departamentos

Centros e Institutos

Investigação e Inovação

Os nossos Docentes